Cusco 41 artigos
Penhascos da Tecsecocha
Clique para classificar o artigo

Os penhascos da Tecsecocha em Cusco

Se você está procurando algo alternativo aos destinos clássicos de Cusco (Machu Picchu, o Vale Sagrado dos Incas, a Montanha 7 Cores); as falésias de Tecsecocha são uma excelente opção. Este destino combina as belas paisagens andinas com misticismo e história. Lá você pode desfrutar de uma refrescante cachoeira de 50 metros de altura. Existem também pinturas rupestres pertencentes a culturas com 2.000 anos. É possível até praticar esportes de aventura. Saiba mais sobre este novo destino em Cuzco.



Farallones de Tecsecocha
Os Farallones de Tecsecocha

Descrição

  • As falésias de Tecsecocha são formações rochosas que atingem até 80 metros de altura. Além da imponente composição do local, destaca-se pela cachoeira de até 50 metros.
  • O local era um importante assentamento Inca. Isso é demonstrado pelas as estradas históricas (qhapac ñan) que cruzam a rota. Também se destaca pelas pinturas rupestres localizadas nas proximidades. A pesquisa data esses números já em dois mil anos.
  • Da mesma forma, na base das falésias, existem restos de um cemitério Inca. Por esta razão, muitos visitantes vêm lá que fazem ‘turismo místico’ neste lugar especial.
  • As falésias também são freqüentadas por visitantes que buscam esportes de aventura, como ciclismo, via ferrata, caminhadas e muito mais.
  • O local é muito bem condicionado pela população local. Existem estradas bem condicionadas para chegar lá. Durante o percurso, também é possível apreciar a fauna e a flora andina. A entrada é gratuita, o que a torna uma excelente opção econômica e alternativa em Cusco.

​​Onde está?

  • As falésias de Tecsecocha estão localizadas na cidade de Ccorca, a apenas 23 quilômetros de carro da cidade de Cusco (aproximadamente 1 hora e 20 minutos).
  • As falésias de Tecsecocha estão localizadas 3.600 metros acima do nível do mar.
  • As nevadas Anahuarque e Huanacaure se erguem longe dos penhascos. O tutelar ‘Apu’ do lugar é a ‘Mama Simona’.

Como chegar lá?

As excursões incluem serviço de transporte de ida e volta para as falésias de Tecsecocha. Se você quiser ir sozinho, deve seguir os seguintes passos:

  • Apanhe um táxi ou transporte público até à paragem de autocarro ‘Entrada’ (em frente à torneira da Repsol) na avenida Antonio Lorena.
  • Neste ponto estão os ‘táxis coletivos’ que por 5 soles peruanos (aproximadamente 2 dólares) o levarão até a entrada dos penhascos de Tecsecocha.
  • Após 1 hora de viagem em média chegará à entrada das falésias. De lá, você deve caminhar por aproximadamente 15 minutos. A particularidade da rota é que ela atravessa “trilhas incas” históricas. Durante o percurso, você também apreciará belas montanhas, riachos e muito mais.
  • Finalmente você alcançará as falésias de Tecsecocha. Para retornar a Cusco, você deve seguir a mesma seção da viagem de ida.

Mapa para os penhascos de Tecsecocha

Mapa para alcançar os penhascos de Tecsecocha
Mapa para chegar às penhascos de Tecsecocha

As Cataratas

  • De uma formação rochosa de quase 50 metros de altura, é possível avistar uma cachoeira que é a grande atração turística de Tecsecocha.
  • O município de Ccorca implementou caminhos, escadas de madeira, bem como mesas e esculturas para melhorar a experiência do visitante.
  • A cachoeira principal termina em uma bela construção em forma de chacana onde os visitantes podem se refrescar.
  • A chacana é conhecida como ‘cruz andina’. Ele representa a visão de mundo Inca dos três mundos: o hanan pacha (o mundo celestial), o kay pacha (o mundo terreno) e o uku pacha (o mundo subterrâneo).

Pinturas na carverna

  • As pinturas rupestres de Tecsecocha têm até dois mil anos. As figuras mostram lhamas, provavelmente o animal que serviu de alimento para os primeiros homens – caçadores de Cusco.
  • As pinturas rupestres estão localizadas a 15 minutos a pé da cidade de Ccorca. Eles estão em boas condições.

O cemitério inca

  • Nas proximidades do local estão os restos de um importante cemitério Inca. Os Incas realizaram o enterro de seus mortos dentro de um buraco nas rochas. Os falecidos foram enterrados junto com seus pertences pessoais mais preciosos.
  • Os incas se estabeleceram lá entre 1.100 DC e 1534 DC Após a chegada dos espanhóis no final do século 16, o cemitério foi saqueado.
  • No entanto, até hoje muitos visitantes vêm para deixar suas ofertas de folhas de coca, cervejas e muito mais.
  • A presença deste cemitério, bem como um trecho de estradas incas, indicam que o local foi um ponto importante do imenso império inca.

Flora e fauna

  • A visita também oferece uma abordagem da variada flora e fauna andina.
  • Durante a caminhada você pode ver diferentes tipos de árvores, plantas e flores como: eucalipto, molus, kantu, queñua, mutuy, samambaias e muito mais.
  • Entre as espécies de vida selvagem mais representativas estão: a lhama, a alpaca, o condor andino, o pardal andino, a raposa andina, a vaca, ovelha e muito mais.

Quanto custa para ir?

  • Os passeios de 1 dia às falésias de Tecsecocha têm um custo que varia entre 10 a 20 dólares por turista. Inclui: transporte e guia turístico.
  • Muitos visitantes também decidem ir por conta própria. O custo desta aventura sem um passeio é de aproximadamente US $ 10 por pessoa.
  • Lembre-se que a entrada nas falésias de Tecsecocha é totalmente gratuita.

Clima

  • O clima em Ccorca e nas falésias de Tecsecocha é temperado – frio, com estações secas e chuvas intensas.
  • Durante o dia a temperatura pode atingir no máximo 22ºC. enquanto à noite o frio pode cair para 0ºC. pelo menos.
  • A estação chuvosa vai de novembro a março, especialmente em fevereiro (a estação mais chuvosa de Cusco). Da mesma forma, de abril a outubro passa a estação seca. Ou seja, nesses meses dificilmente choverá, o que facilita a visita. Os meses mais secos são junho e julho.



Mais informação

  • Durante a sua visita também poderá praticar desportos de aventura como: ciclismo, via ferrata, tirolesa e caminhadas. Para isso, você pode entrar em contato com uma agência de turismo em Cusco. Outra opção é solicitar este serviço no próprio distrito municipal da localidade de Ccorca.
  • Durante a visita não se esqueça de trazer bons sapatos (para a caminhada), poncho (em caso de chuva), roupa confortável, toalha (caso pretenda se refrescar na cachoeira) além de lanches, extras dinheiro e sua câmera.
  • Se você gosta de cachoeiras, uma excelente opção é visitar a terra quente de Quillabamba (5 horas de Cusco). Nesta região de selva existem várias cachoeiras, como: Perolniyoc, Siete tinajas, Yanay e muito mais.

 

Por Ticket Machu Picchu – Ultima atualização, julho 14, 2021