Cusco
12 artigos
Atrações turísticas de Cusco pouco conhecidas
Clique para classificar o artigo

10 melhores atrações turísticas de Cusco que poucos conhecem

 

Cusco é famosa por Sacsayhuaman, Coricancha, Ollantaytambo e, acima de tudo, Machu Picchu. Claro, existem muitas outras atrações turísticas. Entre eles Pisac, Chinchero, Choquequirao, Moray e a Montanha das 7 Cores. Mas já tinha ouvido falar de Piquillacta, Três Cruzes de Ouro, ou a montanha Putucusi?

Conheça as 10 melhores atrações turísticas de Cusco que poucos conheciam.



O Vale Vermelho de Pitumarca

A cordilheira de Vilcanota, ao sul de Cusco, é palco de incríveis atrações naturais. O mais conhecido de todos é a Montanha das 7 Cores (5.200 metros acima do nível do mar). No entanto, muito poucos visitantes conhecem o chamado ‘Vale Vermelho de Pitumarca’, uma paisagem natural localizada perto de lá.

As encostas e cumes deste site são tingidos de vermelho devido a um processo de mineralização há milhões de anos. Embora o ‘Vale Vermelho’ seja uma nova atração, estima-se que já receba 500 visitantes por dia.

Como chegar lá? – A partir da cidade de Cusco, pode-se chegar através de uma viagem de 3 horas, até a cidade de Pitumarca. A partir daí, você faz uma caminhada por 2 ou 3 horas até o Vale Vermelho.

Quanto custa? – Os passeios ao Vale Vermelho incluem a visita à Montanha das 7 Cores. O custo aproximado é de 60 dólares.

Turistas no vale vermelho de Pitumarca
Turistas no vale vermelho de Pitumarca

A Montanha das 7 Cores do Palcoyo

A Montanha das 7 Cores de Palccoyo (4.900 metros acima do nível do mar) é uma cimeira tingida de várias cores de forma muito similar à Vinicunca. Ele está localizado a uma curta distância do a montanha Ausangate. É uma das novas atrações da cordilheira de Vilcanota.

Em Palcoyo, além disso, você pode ver uma floresta de pedras formada naturalmente. Existem abundantes lhamas, alpacas, vizcachas, condores e outros animais. Apesar de sua beleza, ainda não há muitos turistas que se atrevem a visitá-lo.

Como chegar lá? – De Cusco, você chega com uma viagem de ônibus de 3 horas até a cidade de Checacupe. De lá começa uma caminhada de apenas 1 hora.

Quanto custa? – Os passeios têm um preço aproximado de 60 dólares. Também é possível chegar lá e pagar um ingresso (10 soles peruanos e 5 soles peruanos).

Montanha de cores do Palcoyo
Montanha de cores do Palcoyo

Tres Cruces de Oro: o nascer do sol mais lindo do mundo

O amanhecer mais lindo do mundo se aprecia desde o miradouro Três Cruzes de Ouro, em Paucartambo (Cusco). O lugar se chama ‘Akhanacu‘, também conhecido como o ‘Varanda do Oriente’, porque ao longe se vê o Manu, na selva do Peru.

Esse espetáculo natural acontece todas as manhãs, a partir das 4h30. O céu está tingido de vermelho, laranja e suas nuances. Todos os solstícios de inverno (final de junho), em Tres Cruces de Oro, o chamado ‘Raio Branco’ acontece, uma ilusão de ótica que simula três sóis à distância.

Como chegar lá? – A partir de Cusco você viajar para o sul no ônibus por 4 horas até a cidade de Paucartambo. De lá você pega um transporte privado até o mirante.

Quanto custa? – Os tours são de 2 dias, custam 100 dólares e incluem a visita a outros pontos turísticos da região. Se vai por conta própria, o bilhete de entrada custa 10 soles (us $3).

Nascer do sol em Tres Cruces - Paucartambo
Nascer do sol em Tres Cruces – Paucartambo

Montanha Putucusi: ver Machu Picchu livre é possível

A montanha Putucusi (2.560 metros acima do nível do mar) em Quechua significa “Montanha Feliz”.Putucusi, pertence à cadeia montanhosa que rodeia Machu Picchu. Não existe nenhuma construção inca conhecida, mas a partir do topo você pode apreciar a Maravilha do Mundo à distância.

Subir suas encostas é uma aventura extrema devido ao difícil acesso de suas estradas. A parte mais difícil é subir uma escada de madeira com vários metros de altura. Recentemente foi destruído para que o acesso não seja temporariamente possível.

Como chegar lá? – O acesso é a pé da cidade de Aguas Calientes. Siga a trilha do trem até que você desvie ao longo de um caminho que leva a Putucusi.

Quanto custa? – A entrada para esta montanha é gratuita.

Vista da montanha Putucusi
Vista da montanha Putucusi em Machu Picchu

Pantanal de Huasao: Groot e o Senhor dos Anéis em Cusco

A poucos quilômetros de Cusco, há um parque temático onde os personagens dos ‘Guardiões da Galáxia’ e ‘O Senhor dos Anéis’ foram desenhados em madeira. O pantanal de Huasao é um ambiente natural, onde pode-se estar longe da cidade e desfrutar da natureza..

Esta atração está localizada no distrito de Oropesa. A uma curta distância de lá, há um parque jurássico ideal para visitar com os pequenos. Você também pode desfrutar do famoso ‘Pão chuta’ e ‘Lechón al horno’.

Como chegar lá? – Da cidade de Cusco, os ônibus são direcionados para Oropesa na Avenida de la Cultura. A viagem leva aproximadamente 30 minutos.

Quanto custa? – A entrada para o Pantanal de Huasao é de 1.50 soles (0.5 dolares) e 1 sol (0.3 dolares) para crianças.

Turista em Huasao
Parque tematico del Humedal de Huasao

Termas Termo-medicinais de Lares

Lares (3.150 metros acima do nível do mar) é famosa por ser uma rota obrigatória do ‘Lares Trek’, o que conduz a Machu Picchu, depois de 4 dias de caminhada. No entanto, este distrito também é popular para abrigar os banhos termo-medicinais de Lares, um espaço para relaxar nas montanhas.

Os banhos termo-medicinais de Lares possuem até 4 piscinas naturais com águas quentes que variam de 36ºC. até 44ºC. Suas águas têm propriedades curativas e alívio em doenças como osteoporose, artrite e problemas musculares.

Como chegar lá? – Lares está a 149 quilômetros pela estrada desde a cidade de Cusco. Você começa com uma viagem para a aldeia de Calca e de lá outro até Lares.

Quanto custa? – A visita faz parte do Lares Trek. Se você quiser entrar por conta própria, o bilhete custa 5 soles (1,5 dólares).

Lares
Os banhos termais de Lares

Lagoa Humantay

A lagoa humantay (5.473 metros acima do nível do mar) é, sem dúvida, uma das paisagens mais incríveis de Cusco. Esta atração turística natural está localizada no sopé da montanha de mesmo nome, no caminho para a montanha Salkantay. É uma atração turística popular.

Chegar lá é uma aventura. Você caminha por paisagens altas dos Andes, onde você pode ver lhamas, alpacas, vizcachas entre outros animais. A lagoa é cercada por montanhas cobertas de neve. Os visitantes que chegam lá deixam ‘apachetas’, oferendas para a Pachamama (Mãe Terra).

Como chegar lá? – Da cidade de Cusco, você chega à lagoa Humantay com uma viagem de ônibus para a cidade de Soray Pampa. Lá começa uma caminhada de 3 horas até a lagoa.

Quanto custa? – Os passeios de 1 dia têm um custo aproximado de 40 dólares. Também é possível chegar por conta própria.

Vista da lagoa Humantay
Lagoa Humantay

Fontes termais de Cocalmayo

Os visitantes que chegam a Machu Picchu através da rota alternativa através da Hidroeléctrica têm a opção de relaxar nos banhos termais de Cocalmayo. Esta atração natural está localizada na cidade de Santa Teresa, a aproximadamente 20 km de Machu Picchu.

As águas termais de Cocalmayo possuem até 3 piscinas com temperaturas de 38ºC. até 44ºC. Suas águas são claras e possuem propriedades curativas e relaxantes. Muitos turistas chegam a caminho de Machu Picchu para relaxar.

Como chegar lá? – Existem várias maneiras de chegar às águas termais de Cocalmayo. O mais usual é com uma viagem de ônibus de Cusco a Santa Teresa (5 horas).

Quanto custa? – turistas estrangeiros pagam 10 soles (3 dólares). Turistas peruanos, 5 soles (1,5 dólares).

Fontes termais de Cocalmayo
Fontes termais de Cocalmayo

Piquillacta: a cidade pré-inca em Cusco

Piquillacta (3.250 msnm) é um complexo arqueológico construído pela cultura Wari em aproximadamente 500 dC. A área de 50 hectares contém até 700 edifícios e outros edifícios.

Estima-se que 10.000 pessoas viviam neste lugar (em Machu Picchu habitavam um máximo de mil). Apesar de sua majestade e importância histórica, ainda não é muito popular entre os turistas. Piquillacta é a mais importante descoberta pré-inca em Cusco.

Como chegar lá? – Por conta própria, você pega um ônibus que corre ao sul de Cusco para Piquillacta. Tours incluem transporte de ida e volta.

Quanto custa? – Piquillacta é uma atração incluída no passeio ao Vale do Sul de Cusco, que inclui Tipón e Andahuaylillas. O custo aproximado do passeio é de US $ 40.

Ruas da cidade pré-inca de Piquillacta
Ruas da cidade pré-inca de Piquillacta

A ponte Inca de Q’eswachaka

A 3 horas da cidade do Cusco, na o povo de Qhehue, sobrevive o último ponte inca chamado Q’eswachaka e declarado Patrimônio Cultural Imaterial da humanidade pela Unesco.

Todas as segundas semanas de junho, os moradores das comunidades vizinhas, reconstroem a ponte tal como o faziam os seus antepassados incas há centenas de anos. Assim, após uma cerimônia de 4 dias, a ponte antiga é substituída por uma nova.

Como chegar lá? – Da cidade de Cusco, pegue um ônibus para a cidade de Combapata. Depois, outras viagens sucessivas para as cidades de Yanaoca e Quehue, onde fica a ponte.

Quanto custa? – Os passeios de 1 dia têm um custo aproximado de 80 dólares. Também é possível visitar este site por conta própria.

Q’eswachaka
Ponte Inca de Q’eswachaka

 

Por Ticket Machu Picchu – Ultima atualização, outubro 15, 2018

 

Síguenos: